Qual o momento certo de procurar um geriatra ?

Sabemos que cuidar da saúde é importante em todos os momentos de nossa vida. Porém, quando envelhecemos algumas cautelas precisam ser redobradas, pois a passagem dos anos acarreta em algumas mudanças no organismo que acabam deixando a nossa saúde mais debilitada.

É nesse momento que surge a questão: quando devo procurar um médico geriatra? Existe uma idade específica para recorrer a esse tipo de especialista? Pois bem, não existe uma idade limite para buscar ajuda de um geriatra. A recomendação é buscar por auxilio já a partir dos 60 anos. Mas, nada impede que você recorra ao especialista um pouco mais breve do que nessa faixa etária. Isso porque ele te auxilia a envelhecer de forma saudável, com menos limitações, dependências e sofrimento.

O papel do geriatra

Ao buscar um médico mais cedo, você consegue realizar um acompanhamento preventivo. Ou seja, como o profissional avalia aspectos em relação à saúde, trata doenças e ajudar a compreender sobre quais são as mudanças que o corpo sofre por causa do envelhecimento, garantindo uma segurança e melhor qualidade de vida.

A avaliação do geriatra integra diversos aspectos que interferem diretamente na vida do idoso como um todo. Isso porque, essa especialidade da medicina estuda o idoso e o processo de envelhecimento. Sendo assim, ele avalia vários aspectos, entre eles: clínico, cognitivo, afetivo, ambiental, social, econômico, espiritual e funcional. O objetivo é identificar problemas já existentes e estabelecer o melhor tratamento para o paciente, bem como uma estratégia para prevenção de complicações futuras.

Neste caso o profissional deve ter conhecimento sobre diferentes áreas como: clínica médica, cardiologia, psiquiatria, neurologia, pneumologia, nefrologia, entre outros. Ao avaliar a saúde do paciente ele consegue determinar o momento que o indivíduo deve ser encaminhado para outro profissional da área da saúde.

Quais os sinais de que está na hora de procurar um geriatra?

É importante deixar claro que, na presença de alguns sintomas deve-se buscar ajuda do geriatra. Entre as principais anormalidades que devem ser avaliadas pelo médico estão: perda ou alteração de memória, mudanças de comportamento, dificuldade para realizar atividades que antes eram realizadas com facilidade, quedas frequentes, bem como perda de peso.